16 Coisas Que Você Deveria Saber Antes de se Tornar um Designer Gráfico

Você decidiu que a carreira de design gráfico é para você. Você quer usar sua criatividade para algo que lhe permita ser pago e de quebra fazer o que você mais gosta. Isso é fantástico.

Mas antes de começar um curso ou conseguir um trabalho, permita-me compartilhar um pouco da sabedoria de algumas pessoas que sabem o que estão dizendo e que já possuem experiência nesse mercado de trabalho incrível.

Conversamos com alguns de nossos professores e especialistas no mercado de design gráfico para descobrir o que eles gostariam de saber antes de ser um designer gráfico.

Desde como encontrar confiança, aceitar críticas e enfrentar medos. Esta é uma leitura obrigatória se você está prestes a entrar de cabeça nesse mercado.

More...

arrisque mais
1

Arrisque Mais

“Quando comecei no mundo do design tive muito medo de me jogar e arriscar, eu realmente me contive e me segurei”

— Marcos Cropalato —

Diz Marcos Cropalato, professor da Escola Design.


Eu gostaria que alguém na época tivesse me dito Arrisque mais, não tenha medo.

Diga sim para a maioria das possibilidades que surgirem e depois descubra como fazer — O fracasso é uma ótima maneira de aprender, quanto mais você erra maiores são as chances de aprender com seus erros e ter sucesso.

Respeite o Quanto Você Tem que Aprender
2

Respeite o Quanto Você Tem Que Aprender

Quando você é jovem, um erro comum é pensar que você sabe mais do que deveria saber — diz Mariana, uma de nossas professoras aqui da Escola Design.

“Quando eu era uma simples estudante, eu gostaria de ter sabido que eu não sabia tudo,” diz ela, e aconselha os jovens de hoje para: “Basta ser um estudante, enquanto você ainda é um estudante”

— Mariana —

Admita que você não sabe tudo, e as pessoas ficarão felizes em ajudá-lo. Agarre essa oportunidade e faça quantas perguntas puder.


Ajude seus colegas e respeite seus professores, porque você estará com eles para o resto de sua carreira.

o que você deve saber antes de começar sua carreira de designer
3

Seja Confiante ao Vender Suas Ideias

“Provavelmente, a maior dificuldade para mim, foi a percepção de que o meu trabalho, meus projetos reais não significavam nada a menos que eu tivesse as habilidades de comunicação (e confiança) para vender minhas ideias, sem isso seus clientes nunca confiarão em você como profissional.”

disciplina
4

Tenha Autodiscip​​​​lina

“Eu gostaria de ter sabido que o trabalha de home office como freelancer, é necessário foco e autodisciplina.”

— Raquel —

Diz Raquel uma de nossas alunas aqui na Escola Design.

“Nunca me passou pela cabeça quando comecei, e é uma habilidade em que ainda estou trabalhando. Às vezes seu filho ou sua mãe podem lhe fazer perder o foco fazendo sua produtividade cair para zero.”

briga
5

Nem Sempre Vale a Pena Entrar em Uma Briga

“Eu gostaria que alguém tivesse me dito — Só entre em uma briga quando ela valer a pena.”

— Filipe Souza —

Diz Filipe Souza, CEO da Escola Design.

“Você sempre terá clientes que querem fazer alterações que você não irá concordar, e eu costumava gastar toda a minha energia na tentativa de fazer cada trabalho perfeito.

Mas é melhor gastar essa energia em trabalhos de clientes que valem a pena a luta. Às vezes, você só precisa deixar que as coisas aconteçam!”

Que tal ajudar compartilhando? Só depende de você!

não
6

Aprenda a Dizer Não

No início de sua carreira, as oportunidades certas podem ser vitais para estabelecê-lo como um bom profissional. Isso não significa que você deve dizer sim a tudo.

“Dizer sim a todas as oportunidades podem levar a um trabalho brilhante e a parcerias fortes, mas às vezes pode levar a assumir um projeto que pode estar fora de sua capacidade de execução.”

— Mariana —

“Meu primeiro fracasso nisso veio de custos de terceiros em um trabalho freelance,” recorda.

“Eu disse sim para um trabalho sem saber corretamente o quanto o fotógrafo iria custar, quanto custaria o estúdio e assim por diante.” Palavras de nossa professora Mariana.

criticas
7

Aprenda Com as Críticas

Entenda uma coisa:

As críticas ao seu trabalho nem sempre se refletem a sua pessoa.

Nós designers colocamos tanto de nós em nossos projetos que quando recebemos uma crítica normalmente levamos para o lado pessoal, um erro comum de acontecer.

Quando você aprender que as críticas são em relação ao seu trabalho e não a você, a possibilidade de aprendizado e crescimento profissional com feedbacks negativos é gigantesca.

relacionamento pessoal
8

Valorize as Pessoas ao Longo da Sua Jornada

Quando você está apenas começando uma das coisas mais fáceis de serem esquecidas são as pessoas que passam pela sua jornada como Designer Gráfico.

Segundo a IBC Coaching uma das habilidades mais valorizadas de um bom profissional é o relacionamento interpessoal.

Por isso é tão importante valorizar as pessoas que você encontra durante a sua jornada.

Você nunca sabe o que te espera, o futuro é imprevisível, você pode vir a trabalhar com alguma dessas pessoas, ou até mesmo conseguir um bom emprego por indicação delas.

Matricule-se Agora!

Todos os cursos possuem certificado de conclusão e podem agregar valor em seu currículo, fazendo você se diferenciar na hora de vender seus projetos ou conquistar uma vaga de emprego. 


Clique no botão para saber mais.


difícil
9

O Início é Sempre Assustador

Não se assuste, o início é sempre mais difícil. Até que você saia da inércia e comece a ganhar experiência, todo começo é assustador.


A medida que você começa a desenvolver trabalhos incríveis, essa sensação de dificuldade desaparece, o importante é ser humilde e estar disposto a aprender sempre.


Essa atitude lhe abrirá mais portas ao longo do seu caminho.

comunicação
10

Briefing no Mercado de Trabalho Precisa Ser Rápido

“Gostaria de ter tido mais orientações sobre como ter ideias mais rápido.”

— Pedro —

Diz Pedro Professor da Escola Design.

Quando se é um estudante você pode levar semanas discutindo um projeto, levando ideias e potenciais soluções para um problema específico na área de design gráfico.

Quando você entra no campo de batalha e começa a trabalhar como designer gráfico em uma agência, por exemplo, as coisas são bem diferentes, você tem prazos e metas a cumprir.


Levar semanas para solucionar um problema não é comercialmente viável.

perguntas
11

Faça Quantas Perguntas Você Puder

“Faça muitas perguntas, o tanto quanto puder e não puder.”

— Filipe —

Diz Filipe Souza, CEO Escola Design.

“Sem elas, seu progresso será lento. Sempre volte para o cliente com perguntas que irão ajudá-lo a entender o que eles pensam e querem de você.”


“Não se esqueça de questionar o seu próprio trabalho. Pergunte a si mesmo — é isso que meu cliente deseja? Esse trabalho resolve o problema do meu cliente?

Porque sem perguntas você fica preso em um pequeno círculo de dúvidas, e assume o risco de tomar decisões rápidas e desinformadas.

Ao ficar curioso, você não só terá um resultado mais próximo do que seu cliente quer, como evitará alterações por parte dele.“

javascript:void(0)
12

​Seja Destemido

“O melhor conselho que eu já recebi foi, seja destemido ao aprender.”

— Marcos —

Diz Marcos, professor da Escola Design


“Uma das razões pelas quais eu amo design como carreira, é porque você não tem que ser limitado a uma especialidade.


Quando quero ampliar minhas habilidades, posso aprender sobre novas áreas e tentar novos projetos pessoais fora da minha zona de conforto, o que finalmente fará com que eu aprenda essa nova habilidade.

Eu também sou um grande defensor de investir em si mesmo, e uma das maneiras que gosto de fazer isso é tomando aulas em cursos intensivos para as habilidades que eu não posso aprender sozinho.”

professores
13

​Confie em Seus Professores​​​​

“Confie em seu professor e nunca leve seu feedback para o lado pessoal.”

Afinal de contas ele é o seu mentor, e está ali para te mostrar o melhor caminho, mesmo que para isso seja necessário levar algumas críticas até você.

Não se assuste, você está em processo de aprendizagem e críticas são ótimas oportunidades para crescer pessoalmente e profissionalmente, ainda mais vindo dos seus professores.

14

​Faça Networking

Para quem busca uma carreira em design gráfico aconselho que “Saia para o mundo e conheça novas pessoas, faça networking”.


Esteja ao lado de pessoas que são melhores que você, que estão fazendo coisas que você quer fazer — mesmo que não seja exatamente o que você pensa que quer fazer.

“Se você não tem seu próprio projeto em desenvolvimento, participe de projetos de outras pessoas para se manter ocupado e inspirado.”


Trabalhe muito duro, mas seja legal, seja humilde e, seja capaz de aceitar críticas.

processo
15

Documente Seu Processo de Trabalho

“Um dos principais problemas que você pode enfrentar ao começar a sua carreira de designer gráfico é não estar completamente atento e ciente do seu próprio processo”

Quando você está começando, é natural que você faça tudo através de seus instintos, sem um checklist.

Mas essa não é a melhor forma de trabalhar, isso lhe causará perda de tempo e produtividade, e pode tornar seu trabalho ineficiente.

Em vez disso, “Documente seu processo criativo em palavras à medida que você o desenvolve”.

Recomendo a criação de um checklist.


“Um dos principais problemas que você pode enfrentar ao começar a sua carreira de designer gráfico é não estar completamente atento e ciente do seu próprio processo”

Você pode acabar executando algo incrível, mas não saberá o que fez para chegar até esse resultado, logo não conseguirá replicar em novos projetos.

Documente seu processo, isso lhe poupará tempo e vai te deixar mais produtivo e eficiente. Você sempre terá um plano para seguir, e não ficará perdido sem saber qual será o próximo passo.


Aqui está um bom artigo de como mapear processos passo a passo.

16

Teste, Teste e Teste

Teste novas habilidades que você aprendeu, pergunte aos seus professores como aplicar um determinado efeito no Photoshop.

Continue testando e descubra sempre algo novo, com certeza isso vai agregar valor ao seu trabalho.

Você sempre terá algo de diferente para executar em seus projetos se diferenciando da concorrência e consequentemente se posicionando no mercado como um profissional diferenciado e de alto nível.

Conclusão

Se você está apenas começando na área de design gráfico, siga esses 16 passos e conseguirá alcançar seus objetivos com menos esforço e tempo.


Essas são dicas valiosas e fáceis de serem implementadas.

Pergunta…

Quer se tornar um Designer Profissional Estudando Apenas 30 Minutos Por dia? Conheça agora nossos planos ? clicando aqui e comece sua carreira hoje mesmo.

Felipe Sousa
 

Filipe Souza é co-fundador e CEO da Escola Design. Quando ele não está planejando novas formas de criar cursos sobre Design Gráfico impressionantes ele gosta de passar seu tempo com sua família e amigos, acompanhado de uma boa cerveja artesanal e petiscos de boteco. Ele também é apaixonado por marketing digital e presta consultoria em suas horas vagas.

>